Thursday, April 29, 2010

HUMOR ÀS 4 E MEIA DA MATINA

Ontem ouvi uma anedota contada pela maradona da Clara Pinto Correia - desde o plágio do cut & paste tem andado desaparecida dos media...

Dois animais encontram-se na selva. Nunca antes se tinham visto nem tinham notícia da existência do outro.

Rosnam um bocado, arreganham a dentuça, mas a curiosidade foi mais forte e o primeiro pergunta ao outro que raio de animal é ele.

- Sou um cão-lobo; o meu pai é um lobo que andava a rondar os galinheiros daquela quinta, ali abaixo, viu a minha mãe, uma linda cadelinha; entenderam-se e... nasci eu, o cão-lobo. E tu?

- Bem, eu sou um urso formigueiro.

- Não pode ser, pá!´Tás a gozar comigo?!

(pano rapidíssimo)

6 comments:

Maria de Fátima said...

é destas que gosto! eheheh
mas tem uma coisa (será defeito do meu modo?) é que conto e ninguém ri como eu...

septuagenário said...

Esta anedota está bem esgalhada.

E a contadora parece que se está a tornar um cromo nacional.

Valeu!

Marques Correia said...

:)

O falecido Miranda também se queixava que não se riam das anedotas dele.

Mas eu achava-as curtidíssimas.

Lembras-te da potrazinha que queria usar mini-saia (e o pai não deixava)?

É isso aí!

mac said...

que potrazinha???

Marques Correia said...

Era um diálogo entre uma potrazinha meio chucra e o papá, cavalão, austero:

- Ó pai, deixa-me usar mini-saia!

- Nem pensar! Ainda és muito novinha.

- Ó pai, mas eu quero usar mini-saia! Deixa lá...

- Nem pensar, não se fala mais nisso ou levas uns coices que até relinchas.

Então a potrazinha, para se consolar, foi tomar a bica.

(pano rapidíssimo)

Anonymous said...

http://prixviagragenerique50mg.net/ viagra achat
http://prezzoviagraitalia.net/ acquistare viagra
http://precioviagraespana.net/ viagra