Saturday, July 23, 2011

A FILHA REBELDE - A PALHAÇADA ACABOU EM APOTEOSE

O Tribunal decidiu alinhar na palhaçada! Ficamos (agora?) a saber que um tipo que foi da PIDE pode ser caluniado à vara larga que haverá sempre um juiz a deliberar que calúnia foi um ato de liberdade de expressão.

Será que se pode dizer que Cunhal era paneleiro e que a filha dele era filha do padeiro, sem que essa óbvia calúnia seja condenada?

Ah! Mas o Álvaro foi um anti fascista, um mártir pela liberdade, homem bom e impoluto! Portanto, esse não pode ser caluniado...

Que grande salganhada!

6 comments:

Maria de Fátima said...

afinal, o que estava em questão? o que dizia MESMO a peça?

Marques Correia said...

Pelo que li nos jornais, que o Silva Pais deu a ordem para matar o Delgado.
Os queixosos contestam (nunca se provou que assim tenha sido, inclusive no julgamento dos matadores) e consideram essa afirmação uma calúnia. Chamar assassino ou mandante de um assassinato costuma, realmente, ser considerado calúnia (a menos que se prove ser verdade..).

Luiz Leite said...

Suspeita-se , e cuidado porque não estou a fazer nenhuma afirmação , que pelo facto de HD ser um indivíduo muito impulsivo, se tornara incómodo para a própria oposição ao regime da altura. Assim, diz-se que a tal rapaziada da oposição e, aqui não me atrevo a citar nomes , terá conduzido o próprio HD ao encontro dos esbirros da PIDE para assim se livrarem dele e os PIDES e o anterior regimen ficarem com as culpas !!! Será verdade ????

Marques Correia said...

Bem, quem "intermediou" o encontro em Villa Nueva del Fresno parece ter sido mesmo um "infiltrado" do (ou no) PCP.
Que as mortes foram mesmo perpetradas pelos dois (ou três) Pides, parece também não ter ficado margem para dúvidas.
Que o objetivo era matar o Delgado e a amante é que não me parece nada claro: por um lado, os esbirros levavam cal viva o que indicia intenção de matar e enterrar os corpos; por outro, enterrar os corpos junto ao local do encontro, que era do conhecimento de várias pessoas, parece de um amadorismo absolutamente incompatível com os pergaminhos da Pide que eram de respeito (por muito que não se goste, a Pide não tinha nada de amadora nem de "atamancada").
E também parece ser verdade que o Delgado andava armado e tinha pelo na venta, sendo credível que tenha resistido à captura (supondo que o objetivo da operação era a captura).

Luís Maia said...

Virá a propósito reflectir até que doa a cabeça o que circularia por ai se o idiota da Noruega, incluísse Louçã ou Jerónimo na sua lista de amigos

Marques Correia said...

Luís, se esses estivessem misturados com os outros, aí é que eu começava a desconfiar que o tipo era um caso psiquiátrico.
Assim, acho só que ele é uma espécie de cruzamento entre misantropo e filho de puta mesmo, eheheheheheh!
Desculpa-me mas casos deste calibre inibem-me qualquer reflexão mais profunda...