Sunday, October 04, 2009

PEDOFILIA NO MARAVILHOSO MUNDO ISLÂMICO

Realmente, só mesmo "isto" para me fazer sair da sorna - nem eleições, nem casos de trazer por casa, nem crise também de trazer por casa...

Em Julho deste ano, o Hamas promoveu uma espécie de casamentos de Santo António lá do sítio (faixa de Gaza) em que 450 matulões, nos seus 20 a 30 anos, casaram (?!) com catraias de 10 anos ou menos, devidamente ataviadas e pintadas para o acto (...).

Os noivos receberam do Hamas US$ 500 como bónus para a boda.

Não se espantem: recordem-se das bacoradas que o Ai-a-tola Komeiny destilava sobre a legitimidade dos casamentos com catraias, até com um ano, da obrigatoriedade de um homem sustentar até ao fim da vida um a miúda que tenha violado (ganda castigo, carago!!!) mas sem grande chatice adicional, já que a dita não ocupava vaga entre as quatro mulheres permanentes que o Islão permite (permite?) a cada homem. O "permanentes" é que me enche as medidas!

Vejam como o maravilhoso mundo islâmico trata as catraias (estas, ao lado, com bem menos de 10 anos), vejam como as entrega aos futuros mártires como "entrada" que precede o banquete das virgens (30? 60?...) no Além, depois do abençoado martírio.

Vejam também o gosto com que o Hamas abre os cordões à bolsa para embrulhar devidamente em fatos de circunstância os 450 matulões e enfeitar as suas "noivinhas" a rigor.

Se quiser ler mais sobre assunto, clique aqui .

Não há dúvida:

ALLAH É GRANDE (AS CATRAIAS, NÃO TANTO...)

5 comments:

mac said...

Vá-se lá saber o que é verdade: http://www.wnd.com/index.php?pageId=106002#

Maria de Fátima said...

e quando os jogadores entram em campo com as meninas pela mão tb???...quero eu dizer...custa-me a crer...
ballets cor de rosa à luz do dia assim em pleno século vinte e um?!!
tem dó...

Marques Correia said...

Bem, que custa a crer, custa. Mas a verdade é que o mentor do Hamas, o tresloucado Ayatollah Khomeini ensinava o seguinte:
"A man can have sexual pleasure from a child as young as a baby. However, he should not penetrate; sodomizing the child is OK. If a man penetrates and damages the child, then he should be responsible for her subsistence all her life. This girl, however, does not count as one of his four permanent wives. The man will not be eligible to marry the girl’s sister. . . It is better for a girl to marry in such a time when she would begin menstruation at her husband’s house rather than her father’s house. Any father marrying his daughter so young will have a permanent place in heaven".
E estas ideias não são fruto da mente do marado do Aiatola: o segundo livro mais sagrado do Islão narra como o profeta se casou com a irmã do seu mais dilecto discípulo, tinha ela 6 anos, deixou-a levar as bonecas para a sua tenda e "só" se pôs na miúda quando ela fez 9 anos.
Claro que isso foi no século VII, mas seguir esse exemplo agora só mesmo de gente desta!

Maria de Fátima said...

em nome de deuses e doutrinas o homem (só)faz merda...digo eu que fico desconsolada com tanta ignomínia

mac said...

sodomizing the child is OK. Que linguagem tão pouco sacra, não acham??
O doido falava assim, de forma tão pouco majestática? Nem parece dele